Pesquisar no blog

domingo, 28 de junho de 2009

Autismo

O que é?

é uma alteração "cerebral" / "comportamental" que
afecta a capacidade da pessoa comunicar, de estabelecer relacionamentos e de
responder apropriadamente ao ambiente que a rodeia.
Algumas crianças, apesar
de autistas, apresentam inteligência e fala intactas, algumas apresentam também
retardo mental, mutismo ou importantes atrasos no desenvolvimento da
linguagem.
Alguns parecem fechados e distantes e outros parecem presos a
comportamentos restritos e rígidos padrões de comportamento.
O autismo é mais
conhecido como um problema que se manifesta por um alheamento da criança ou
adulto acerca do seu mundo exterior encontrando-se centrado em si mesmo ou seja
existem perturbações das relações afectivas com o meio.
A maioria das
crianças não fala e, quando falam, é comum a ecolalia (repetição de sons ou
palavras), inversão pronominal etc..
O comportamento delas é constituido por
actos repetitivos e estereotipados; não suportam mudanças de ambiente e preferem
um contexto inanimado.
O termo autismo se refere ás características de
isolamento e auto-concentração das crianças.
O autista possui uma
incapacidade inata para estabelecer relações afectivas, bem como para responder
aos estímulos do meio.
é universalmente reconhecida a grande dificuldade que
os autistas têm em relação á expressão das emoções.


Características comuns do autista:
Tem
dificuldade em estabelecer contacto com os olhos,
Parece surdo, apesar de
não o ser,
Pode começar a desenvolver a linguagem mas repentinamente ela é
completamente interrompida.
Age como se não tomasse conhecimento do que
acontece com os outros,
Por vezes ataca e fere outras pessoas mesmo que não
existam motivos para isso,
Costuma estar inacessível perante as tentativas
de comunicação das outras pessoas,
Não explora o ambiente e as novidades e
costuma restringir-se e fixar-se em poucas coisas,
Apresenta certos gestos
repetitivos e imotivados como balançar as mãos ou balançar-se,
Cheira, morde
ou lambe os brinquedos e ou roupas,
Mostra-se insensível aos ferimentos
podendo inclusive ferir-se intencionalmente
Etc.


Causas:
A nível médico as causas são
desconhecidas apesar das investigações e estudos feitos.


Tratamentos:
Poucos são os tratamentos
actualmente existentes uma vez que os resultados são muito pequenos e
morosos.
Os tratamentos passam por uma estimulação constante e por um apoio
constante como forma de estimular e fazer com que a criança interaja com o
ambiente, com as pessoas e com outras crianças.
Frequentemente usa-se a
hipoterapia, a musicoterapia, a terapia da fala, a natação, o contacto com
animais, o apoio em casa e com especialistas e muitas outras
abordagens.
Infelizmente estas abordagens não resolvem as causas por detrás
do autismo.
Há que resolver as causas por detrás do autismo e para isso há
que compreender quais elas são.


Um comentário:

Valéria disse...

Acho que vou chorar.
Recebi seu endereço atraves da Cidinha do blog "Criar, Recriar e Inventar"
Estou emocionada, pois é sempre bom contar com um espaço aonde aprendemos um pouco mais.
Tenho um down de 10 anos, que passou 3 anos de sua vida ausente por conta dos medicamentos para convulsão diagnósticada com Sindrome de West, atualemnte questionado pelos profissionais, pelo seu atual desenvolvimento.
Morava em Santos e agora estou no Rio, aguardando a liberação dos protocolos para colocá-lo na Apae de São Gonçalo.
Ando visitando osblogs atras de material para alfabetizá-lo enquanto esta parado em casa, tudo muito light pois não é minha área.
fico feliz em ter um blog mais específico para aumentar meus conhecimentos.
Que Deus te abençoe.
Se você quiser conhecê-lo tem uma foto dele no meu blog na postagem do dia 09/05, marcador feminino.
Uma semana de paz.
Beijinhos.

Educadora Especial / baseado no Simple | por © Templates e Acess�rios ©2011